ELA – Por Daniel Pinheiro | Crack com Lasanha

ELA – Por Daniel Pinheiro

Na categoria: Artigos, Colaboradores ás 15:52

Não existe uma fórmula pra dizer o que sentimos. Falar dela é quase um martírio… não dá pra saber como ela é. Como ela chega, como ela sai, como ela parece não ser e acaba sendo.

Palavras de um sujeito que percebeu a presença dela e se apaixonou. Quando a viu pela primeira vez sentiu muito mais que um reboliço no estômago. Iguais a mim, muitos passam por isso. Existem várias dela… filhas da mesma mãe. Clones.

Ela é antiga, madura, jovem, contemporânea e polêmica.

Sempre acerta alguém, passa como um trem, ou quica como uma bola, até conseguir o que quer. O “porquá” ela veio.

Junto com ela existem seus peões, súditos, generais e comandantes. Quem tem ela na vida, no sangue, na convivência. Levar nossa amada para todos os cantos é uma tarefa árdua e difícil. Por mais que ela agrade seu pelotão, ele pode não agradar todos os gregos e troianos. Ela se importa? Não. Apenas existe.

Tristes, mascarados, impulsionados pela vontade de que ela alcance seus objetivos. Assim nós somos.

A máxima de que “em casa de ferreiro o espeto é de pau” se aplica facilmente a tropa. Muitos foram e são salvos pela bondade dela. Exército de anti-heróis.

Ela tem um espírito livre, sem dogmas, irreverente e principalmente, inconformista. Talvez seja isso que a torne tão difícil de lidar e manipular.

Ela é apaixonante.

Obrigado a “ela”, comédia.

Por tudo que ela me deu e dá a tantos colegas.

Feliz Dia do Comediante.

PS.: A cada dia concordo mais com um velho irlandês que certa vez escreveu; “Morrer é fácil, comédia é difícil.”

É Georjão, ela é tudo isso…

Daniel Pinheiro
comentários
Deixe um comentário
Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá!
Lembre-se que comentário é de inteira responsabilidade do autor.