Homem deixa macaco tatuar suas costas | Crack com Lasanha

Homem deixa macaco tatuar suas costas

Na categoria: Notícias ás 15:37

E você se achando um babaca por ter tatuado “Carpe Diem” no pulso quando tinha 16 anos, hein? Tem gente mito pior! O artista (tinha que ser) alemão Jan Schekauski colocou um macaco com os pés encharcados de tinta em suas costas. Até aí tudo bem (não muito bem, afinal, tem um macaco nas costas do cara), mas depois ele repetiu o desenho do macaco como tatuagem permanente.

Você deve achar que ficou uma bosta, mas sinceramente, ficou legal e fora que não tem o risco de alguém na balada ter a mesma tatuagem que a sua. A pintura lembra bastante esse tipo de arte que a galera “cult” gosta e fica encarando no museu, o que me fez pensar: Será que todos os quadros de hoje em dia são feito por macacos? Porque a qualidade é exatamente a mesma.

monkey-tattoo-600x354

Jan disse: “Eu estava procurando por um macaco para realizar uma das minhas idéias para esse projeto há mais de dois anos”, e esse cara ainda ganhou de mim, porque eu tenho vinte anos e nunca achei um macaco. Ele finalmente encontrou o animal certo para o trabalho, um rhesus chamado Dasha. O projeto foi realizado no Centro da Europa em Berlim, na frente de um pedaço do Muro de Berlim. “O nosso cotidiano pode ter mais arte do que em um museu”, disse Jan, o cara cujo a rotina durante dois anos foi procurar um macaco para tatuar suas costas – a definição de cotidiano dele não se aplica a nós.

No vídeo você vai ver o macaco pintando as costas do cara, e em seguida um tatuador eternizando a arte do símio no corpo de Jan, e com uma frase dizendo “A dignidade humana é inviolável”.

Também quero uma tatuagem exclusiva e significativa, vou começar a procurar o rinoceronte amanhã.

via.

Que animal você deixaria tatuar suas costas? Deixe seu comentário, sério, a gente ama quando vocês comentam!

Burrito Mutante
comentários
Deixe um comentário
Os comentários do blog, são via Facebook. Para comentar você tem que estar logado lá!
Lembre-se que comentário é de inteira responsabilidade do autor.