O universo paralelo em que você beijou Megan Fox | Crack com Lasanha

O universo paralelo em que você beijou Megan Fox

12 de janeiro de 2016 em Artigos

Preciso te contar uma coisa triste, você nunca irá beijar a Megan Fox, desculpe mas é a verdade. As chances de você ficar com ela é de 0,000000000001%, isso se você souber falar inglês, e não estou falando de inglês nível “My name is três”, estou falando de inglês no nível dos jovens que viveram na época do Nintendo 64 e tinham que quebrar a cabeça pra saber como passar de fase.  E isso considerando também que você seja rico e bonito, e que a Megan Fox seja heterossexual – caso você seja menina, sinto muito.

Talvez você diga, “Mas eu namoro, não quero beijar a Megan Fox”. Ok, mas a sua namorada nunca vai pegar seu celular e reclamar com você por ter conversado com a Megan Fox, você nunca irá poder falar para a Megan: Sorry, but I have girlfriend, pare de ousadia.

Talvez você não tenha chance com a Megan Fox nessa realidade, mas em outro universo vocês dois já tiveram um rolo, acredite. Mas para isso ter se realizado, alguns acontecimentos foram necessários. E o que aconteceu foi mais ou menos assim:

Megan Fox estava gravando seu próximo filme, “Tartaruga Mutante Transformer Ninja Adolescente Explosion BOOM”, dirigido por Michael Bay – aliás, esse foi o primeiro filme de drama que ele escreveu. Megan Fox fazia o papel de um dinossauro que se transformava em um carro, mas um acidente químico fez com que ela se transformasse em uma tartaruga adolescente ninja que se transforma em carros dinossauros, que explodem. O roteiro era genial, mas a critica não achou, e Megan Fox virou piada no circuito de Hollywood, fazendo com que ela perdesse muitos trabalhos e entrasse em depressão profunda, não saindo de casa e comendo Big Mac no café da manhã, no almoço, no lanche da tarde, no lanche da tarde: o retorno, no lanche da tarde: a vingança dos derrotados, no lanche da tarde: e o lado escuro da lua, no lanche da tarde 2: o filme, e na janta.

Megan_Fox

Passaram-se cinco anos, e a carreira de Megan estava mais suja do as meias dela. Megan agora era uma sombra do que era, ou melhor, ela é umas quarenta sombras do que era, afinal agora ela pesa 120kg. Ela perdeu tudo, está completamente no fundo do poço, morando de aluguel, ninguém mais lembra dela, sem nenhuma autoestima e desempregada, a única fonte de renda dela era vender panos de crochê.

A única coisa que Megan tinha era um tablet chinês de uma marca que é impossível de se pronunciar, e foi nele que ela viu uma ótima oportunidade de emprego no Brasil, o anúncio dizia que pagava bem para um profissional da área de finanças. Megan se inscreveu para o processo seletivo e passou com louvor. Vendeu muitos panos de crochê e comprou a passagem para a terra de Chico Buarque de Hollanda, o Brasil – olha que confuso, não? Assim que Megan chegou, colocou sua melhor roupa (uma camiseta da campanha de Barack Obama) e foi se apresentar no novo emprego. Assim que ela chegou na empresa, entregaram um Headset pra ela e disseram que área de finanças que ela trabalharia seria vendendo cartão de crédito para desempregados, e ganharia 10% de um salário mínimo, que seria descontado mais 90% por conta dos benefícios – que ninguém nunca soube quais são de verdade. Megan não sabia falar português, ninguém entenderia nada do que ela falasse, ou seja, ela era a telemarketing perfeita.

Megan era a melhor operadora do setor de cartão de crédito, e um certo dia, quando ela bateu a meta de novecentos clientes insatisfeitos, ela foi comemorar com as amigas (uma turca, uma russa e outra de Rondônia). Elas foram para o melhor forró da região, e foi lá que você viu ela, e como já eram três da manhã e você não deu nenhum selinho, você não quis perder a viagem. Chegou nela, conversaram um pouco, só um pouco, porque a Megan não sabia falar português muito bem, ela não tinha grana para um curso, então ela estudava assistindo Vila Sésamo e Telletubbies, e ela não queria muito conversar com você porque em qualquer universo existente o seu papo é chato. Ela ficou com tanta pena de você que te deu um beijo e foi embora, com todos aqueles 120kg de beleza, e você nunca mais viu ela novamente.

Bem, é isso que teria que acontecer para você ter uma chance de ser digno de pena da Megan Fox. Se é isso mesmo que você quer, então fique torcendo para que Michael Bay continue fazendo filmes ruins.

 

Jhonatan Marques
comentários

Posts Relacionados

20151013112423
13 de outubro de 2015
Luca Mendes
serv
25 de novembro de 2015
Juliano Bezerra
urologista
2 de dezembro de 2015
Luca Mendes
drauzio
24 de novembro de 2015
Luca Mendes

Comentários