Crack com Lasanha | Tão bom que vicia | Page 281
Na categoria: Galerias ás 16:37

Todo mundo que tem um cachorro já pegou o malditinho infeliz pelo menos uma vez no flagra destruindo alguma coisa. Só que sempre depois de dez segundos de raiva, eles sempre nos olham com uma cara que fica impossível ficar bravo com eles.

“Eu tava procurando açúcar pro bolo que estou fazendo”

“Tava muito alto, gosto de dormir pertinho do chão”

“Tive um pesadelo que estava sendo abduzido por alienígenas” 

“Hoje acordei com vontade de plantar para salvar o planeta!”

“Se eu descobrir que fez isso, eu te aviso!”

“Ele disse que duvidava eu rasgar esse papel com a boca”

“Eu pedi uma pizza e fui ver na janela se era o motoboy”

“Eu jurava que era algodão doce.”

“Ele não deixou eu entrar na banheira e não tinha nada pra fazer aqui fora.”

“Pensei que era chocolate.”

Luca Mendes
comentários
Na categoria: Artigos ás 16:37

Sinto informar, mas sabe a Mel (nome mais mundialmente comum entre os gatos)? Então, ela quer te matar. Ou você acha que aquela bigorna que quase caiu em cima de você foi um acaso? Ou que aquele carro desgovernado com os freios sabotados foi só falta de sorte? ERRADO! E existem estudos que comprovam isso.


Um estudo realizado na Universidade de Edimburgo e Bronx Zoo descobriu que os massacotes (Chaves felings) são mais semelhantes aos seus primos da selva do que imaginávamos.
Quando comparado aos leopardos da neve, gatos selvagens escoceses e leões africanos, os pesquisadores descobriram que os gatos domésticos demostraram traços semelhantes de agressão, comportamento neurótico, dominância e instintos predatórios, tipo você quando é cortado no trânsito.
O psicólogo Dr. Max Wachtel disse: “São bonitos, peludos e fofinhos, mas precisamos lembrar que quando temos gatos como animais de estimação, estamos convidando pequenos predadores para nossas casas. Para muitas pessoas, vale a pena. Os gatos podem ser fantásticos e companheiros. Até eles se voltarem contra você”, disse ao 9News.
Se eu fosse você ficaria mais esperto na hora de dormir e colocaria sonífero no Whiskas dele.
Felizmente, porque os gatos domésticos são muito pequenos e eles têm sido criados como animais de companhia ao longo dos séculos, é bem improvável que eles comam sua carne e te faça sangrar até a morte (mas ainda pode existir essa possibilidade).
O Dr. Wachtel acrescentou: “É bom entendermos as características da personalidade de nossos animais de estimação. Gatos diferentes têm personalidades diferentes. Mas como espécie, há uma série de pontos em comum”.
O estudo observou um total de 100 gatos, a partir de dois diferentes abrigos na Escócia.
Os outros animais foram examinados a partir de zoológicos e santuários de animais em todo o Reino Unido e EUA.

[VIA]

E você, seu gato já tentou te matar? Deixe seu comentário!

Burrito Mutante
comentários
Na categoria: Artigos ás 15:56

Provavelmente já aconteceu de você tirar o celular do bolso e com esses dedinhos desajeitados acabar deixando seu celular escapar da sua mão, mas com um reflexo de ninja austríaco você pega o aparelho em pleno ar e pensa: “Eu sou muito astuto(a)”. Pois saiba que agora essa é a nova moda entre os jovens dessa tal internet.
O “extreme phone pinching” pode ser considerado o segundo esporte com maior descarga de adrenalina de todos os tempos, perdendo apenas para caça de T-Rex no escuro, criado na Pré-História. Aviso: AS IMAGENS A SEGUIR NÃO SÃO PARA OS FRACOS DE CORAÇÃO.

Esse novo desafio radical te desafia a colocar o seu smartphone caro em situações perigosas, como banheiros, ralos, varandas, etc. Nesse jogo existe apenas uma regra – você tem que segurar o seu celular usando apenas o seu polegar e o indicador!
Esse novo esporte foi iniciado por Twenty One Pilots, uma banda pop indie americano. Eles postaram um vídeo do YouTube deles realizando a façanha e em pouco tempo viralizou. conquistando mais de 300.000 views. Em pouco tempo, a hashtag #ExtremePhonePinching virou moda em todas as redes sociais.

Alguns dos gifs e vídeos mostram pessoas segurando seus celulares sobre boeiros, enquanto outros fazem isso de uma varandas a vários andares de altura. Alguns praticaram em rios, pontes famosas, e até no Niagara Falls. Uma garota tentou o desafio quando ela estava em um balão de ar quente. “Quase fiz o #extremephonepinching em um balão de ar quente, mas minha mãe gritou comigo”, ela twittou, provavelmente a mãe dela ainda está pagando o carnê das Casas Bahia.

A tendência parece bastante inofensiva, porque parece que o indicador e o polegar conseguem fazer um bom trabalho segurando um telefone. Mas houve alguns acidentes, como com usuário do Twitter @samtolliver1 que postou fotos de seu telefone quebrado com a legenda “Quando o #ExtremePhonePinching dá errado.”
Aproveitando essa matéria, nós do Crack com Lasanha vamos postar todos os Pinchings que vocês mandarem no crackcomlasanha@gmail.com. Mande a foto e seu twitter ou instagram que postaremos aqui (não nos responsabilizamos caso você tenha dedos fracos)!

Tipo isso, a gente não se responsabiliza por isso.
O que achou dessa nova moda? Deixe sua opinião nos comentários e não se esqueça de nos enviar sua manobra!

Burrito Mutante
comentários